Educação e Esporte

Loading...

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

BRINCANDO COM OS SÓLIDOS GEOMÉTRICOS


Brincando com os Sólidos Geométricos
Matemática Viva
Profª. Jeane Nóbrega da Silva


                                                          IDENTIFICAÇÃO



INTRODUÇÃO
O projeto Brincando com os Sólidos Geométricos do Programa Matemática Viva foi criado para trabalhar de forma prática e significativa os conteúdos dessa disciplina, para torná-la mais atrativa e eficaz.
Este projeto constitui-se em trabalhar de forma concreta e lúdica o assunto sólidos geométricos, enfatizando o seu uso no dia a dia, através de observações, comparações e análises de objetos diversificados.
O projeto foi realizado com os alunos do 1º ano A, matutino, em diversas etapas. Quando se começa o trabalho com tipos de linha, gradativa e naturalmente os conceitos vão se ampliando. Passando depois para as figuras planas. Tudo com o uso de recursos concretos e fazendo comparações com os objetos e suas formas. Partindo então para conceitos maiores: os sólidos geométricos, que são formas tridimensionais compostas por figuras planas.

JUSTIFICATIVA


Mediante as dificuldades encontradas pelos alunos em perceberem as formas dos sólidos geométricos presentes no seu cotidiano e na associação com o contexto matemático, surgiu a necessidade de desenvolver práticas recreativas e comparativas com tais conceitos matemáticos.
O projeto foi desenvolvido de forma lúdica e concreta, mostrando objetos, comparando, interagindo com sólidos presentes nas caixas de sapato, bola de futebol, cones de trânsito, embalagens de produtos alimentícios, limpeza, cabo de vassoura, entre diversos outros produtos ou objetos que apresentam as formas dos sólidos geométricos. Buscou-se, assim, sair do tradicional de decorar a imagem abstrata contida no livro, partindo para a brincadeira e a interação com os objetos que apresentam as mesmas características dos sólidos geométricos.

OBJETIVOS
O presente projeto tem por objetivo geral trabalhar de forma concreta e lúdica o assunto sólidos geométricos, enfatizando o seu uso no cotidiano, através de observações, experimentações, comparações e análises de objetos diversificados, bem como o uso de recursos tecnológicos que auxiliem na assimilação do conteúdo em questão.

OBJETIVOS ESPECIFÍCOS:
•          Reforçar os tipos de linhas retas e curva.
•          Reforçar os nomes das figuras planas: quadrado, retângulo, círculo e triângulo.
•          Reforçar os conceitos: maior e menor/grande e pequeno.
•          Apresentar os nomes de alguns sólidos geométricos.
•          Comparar objetos e embalagens usados, com as formas dos sólidos geométricos.
•          Fazer impressões com a base de algumas embalagens para relacioná-las às figuras planas.
•          Proporcionar desenhos dirigidos dos sólidos geométricos.
•          Representar a planificação dos sólidos geométricos.
•          Construir formatos dos sólidos geométricos, com materiais concretos, para introduzir
 conceitos de vértices e arestas.
•          Diferenciar os sólidos geométricos que rolam dos que não rolam.


METODOLOGIA 
O trabalho se desenvolveu ao longo do segundo semestre.
            Primeiro foi feita uma atividade com barbante, para identificar e conceituar os tipos de linha. Depois os alunos desenharam e analisaram os contornos de diferentes objetos.
            Revisamos as figuras planas, já trabalhadas no primeiro bimestre, também com registros de desenhos.
            Então seguimos para a etapa seguinte: Os sólidos geométricos. Trabalhados os conceitos, brincamos com eles no computador, no laboratório de informática.
Comentamos sobre como se faz impressão. Usamos tinta, pincel e diferentes embalagens para imprimir suas bases e compará-las as figuras planas.
Em seguida começamos a coleta de diversificadas embalagens e objetos, para associá-las aos sólidos geométricos. Em seguida brincamos e aprendemos com os materiais concretos: diferenciando os que rolam dos que não rolam; agrupando os iguais; maiores dos menores (esfera pequena da esfera grande, por exemplo).
Fizemos desenhos dirigidos dos sólidos geométricos, para enfatizar que eles são formados por figuras planas. Primeiro desenhamos um quadrado, depois outro quadrado sobreposto, então ligamos os cantos com linhas retas. Desenhamos cones, paralelepípedos, pirâmides e cilindros.
Os alunos puderam ver slides que retratam nitidamente os sólidos planificados.
Em seguida partimos para o conceito de vértices e arestas, para isso usamos palitos de dentes e jujubas. Essa etapa inicialmente, se deu de forma individual, depois foi concluída em duplas, o que favoreceu a socialização de idéias e interação dos alunos.
Registramos o trabalho em fotos, vídeos e slides, assim esse material poderá ser usado sempre que necessário.


CRONOGRAMA 
Trabalho desenvolvido ao longo do 2º SEMESTRE
1ª QUINZENA DE AGOSTO
Tipos de linhas
2ª QUINZENA DE AGOSTO
Figuras planas
OUTUBRO
Aulas teóricas e práticas com diferentes embalagens (relacionando-as aos sólidos geométricos).
1ª QUINZENA DE NOVEMBRO
Trabalho com slides sobre os sólidos geométricos.
2ª QUINZENA DE NOVEMBRO
Atividades do livro didático: formatos de embalagens.
1ª QUINZENA DE DEZEMBRO
Gravação de vídeos das
aulas práticas com vários objetos.
2ª QUINZENA DE DEZEMBRO
Fotos das construções e produções
individuais e coletivas.


CONCLUSÃO 
Durante o processo em que ocorreu a aprendizagem foi gratificante ouvir comentários de um aluno que disse após tomar um achocolatado que sua caixinha tinha a forma de um paralelepípedo. Outro quando começou a analisar a sala de aula e percebeu sua forma. E ainda, mais um quando olhou para o teto e viu a lâmpada como um cilindro, ou então comparou a viga com um sólido geométrico. Podemos avaliar que houve aprendizagem.
Isso comprova que a Matemática é viva. Ela está em constante uso, mas as pessoas só se dão conta quando aprendem seus conceitos. Portanto, a necessidade e a importância de se promover a aprendizagem dos mesmos e através do lúdico isso pode fluir de forma mais natural e atrativa.
Construir formas como o cubo e pirâmides com bases triangular e quadrada, usando palitos e jujubas, foi literalmente gostoso. Sem falar que o aluno foi o agente de sua aprendizagem.
A cada assunto novo, relações incríveis puderam ser feitas. E a Matemática ofereceu inúmeras possibilidades para isso. Bastou começar, acreditar e praticar.
Foi bem produtiva toda a trajetória do projeto. E iniciar esse trabalho no primeiro ano, sem dúvida fortalecerá o aprendizado desses docentes. Agora resta dar continuidade.






REFERÊNCIAS
 TOSSATTO, Carla Cristina. Hoje é dia de Matemática: 1º. Curitiba: Positivo, 2007.


Agradecimentos:
      
Obrigada a Professora Jeane Nóbrega que permitiu a divulgação deste excelente trabalho.
Pude conferir pessoalmente como as crianças ficaram motivadas com as atividades. 
É um prazer  trabalhar com uma profissional preocupada com a aprendizagem de seus alunos que está em constante busca de novas formas de ensinar.   






Nenhum comentário:

Postar um comentário